Post atrasado... Dario Franchitti vence a Indy-500

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Olá amigos da velocidade, olá amigos da Fórmula Indy.

Na semana passada tive alguns problemas familiares pra resolver e que não me deixaram tempo para postar sobre a Indy 500. A etapa seguinte, realizada no Texas já foi no último sábado, então tentarei falar sobre as races nesta semana.

A Indy 500 deste ano foi uma corrida bem movimentada, mais do que nos últimos anos. Hélio Castroneves (Penske) largou na pole mas não resistiu por muito tempo às investidas de Dário Franchitti (Ganassi), o rei das estratégias que tem por base controlar o consumo de combustível. O grande destaque da corrida foi Tony Kanaan (Andretti), o rei das relargadas. Ninguem supera o baiano no que se refere a relargar bem e fazer várias ultrapassagens. Em algumas delas, Tony chegava a passar por 3 carros antes mesmo de chegar na curva 2!.

Kanaan largou na 33ª e última posição, após o drama que enfrentou para conseguir alinhar seu carro no grid, um verdadeiro Frankestein com peças de outros carros da Andretti. E durante toda a corrida, teve um ritmo consistente mesmo tendo médias de velocidade 3 mph menores do que os carros de ponta na corrida, Franchitti por exemplo. O baiano chegou a ser o segundo colocado nas ultimas 50 voltas da corrida, mas teve que fazer um splash and go no final e acabou terminando na parte intermeditária da tabela.

Franchitti, como eu havia citado antes, controlou bem seu combustível e não precisou fazer este splash, ganhando pela 2ª vez a Indy-500. Em segundo terminou Dan Wheldon (Panther). É a segunda vez seguida que ele leva o limitado carro da Panther a essa posição e em terceiro chegou Marco Andretti (Andretti). Entre os brasileiros, Hélio Castroneves (Penske) terminou em 9º, Tony em 11º, Mário Romancini (Conquest) em 13º (melhor estreante desta Indy-500) e Bia Figueredo (Dreyer & Reinbold) em 21º. Mário Moraes (KV), Vítor Meira (Foyt) e Raphael Matos (De Ferran - Dragon) não terminaram a prova.

Entre as "minas", além da Bia ter terminado a corrida, Danica Patrick (Andretti) terminou na 6ª posição em uma boa corrida de recuperação e Simona de Silvestro (HVM) terminou na 14ª posição.

A corrida teve alguns acidentes, mas o último deles foi sem dúvida o mais impressionante e perigoso. Na penúltima volta, Ryan Hunter Reay (Andretti) vinha se arrastando na pista e ficou sem combustível na curva 2. Mike Conway (Dreyer & Reinbold) vinha logo atrás dele e não teve tempo de desviar do carro lento de Hunter e o atingiu na lateral direita, decolando em direção à grande de proteção na pista. O impacto foi forte e o carro se partiu em 2, com a célula de sobrevivência tendo ficado intacta. Após ser levado ao hospital, foi diagnosticado que Conway teve lesões nas 2 pernas e em algumas vértebras, que o afastarao das pistas por 3 meses. Sorte que nada de mais grave aconteceu. Durante sua recuperação, o sul-africano Tomas Scheckter o substituirá no carro nº 24.

No próximo post, veremos como foi a corrida do Texas, que foi bem movimentada. Até mais!

Final:

1°. Dario Franchitti (ESC/Chip Ganassi), 200 voltas
2°. Dan Wheldon (ING/Panther), 200
3°. Marco Andretti (EUA/Andretti), 200
4°. Alex Lloyd (ING/Dreyer & Reinbold) 200
5°. Scott Dixon (NZL/Chip Ganassi), 200
6°. Danica Patrick (EUA/Andretti), 200
7°. Justin Wilson (ING/Dreyer & Reinbold), 200
8°. Will Power (AUS/Penske), 200
9°. Helio Castro Neves (BRA/Penske), 200
10°. Alex Tagliani (CAN/Fazzt), 200
11°. Tony Kanaan (BRA/Andretti), 200
12°. Graham Rahal (EUA/Rahal Letterman), 200
13°. Mário Romancini (BRA/Conquest), 200
14°. Simona de Silvestro (SUI/HVM), 200
15°. Tomas Scheckter (AFS/Dreyer & Reinbold), a 1 volta
16°. Townsend Bell (EUA/Sam Schmidt), a 1 volta
17°. Ed Carpenter (EUA/Vision), a 1 volta
18°. Ryan Hunter-Reay (EUA/Andretti), a 2 voltas
19°. Mike Conway (ING/Dreyer & Reinbold), a 2 voltas
20°. Takuma Sato (JAP/KV), a 2 voltas
21°. Bia Figueiredo (BRA/Dreyer & Reinbold), a 4 voltas
22°. Bertrand Baguette (BEL/Conquest), a 17 voltas

Não completaram:

Sebastian Saavedra (COL/Bryan Herta), 159/acidente
Ryan Briscoe (AUS/Penske), 147/acidente
Ernesto Viso (VEN/KV), 139/abandono
Sarah Fisher (EUA/Sarah Fisher), 125/abandono
Vitor Meira (BRA/A.J.Foyt), 105/acidente
Hideki Mutoh (JAP/Newman-Haas-Lanigan), 76/abandono
Raphael Matos (BRA/De Ferran Luczo Fragon), 72/acidente
John Andretti (EUA/Petty Andretti), 62/acidente
Mario Moraes (BRA/KV), 17/acidente
Bruno Junqueira (BRA/Fazzt), 7/acidente
Davey Hamilton (EUA/De Ferran Luczo Dragon), 0/acidente

Comments

5 Responses to “Post atrasado... Dario Franchitti vence a Indy-500”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Ron Groo disse...

Realmente... O post atrasou tanto que quase o Rubinho passa ele...

9 de junho de 2010 15:01
Paulo Maeda™ disse...

kkkkkk, soh vc msm hein Groo. Mas o BFI será mais rápido que o 1B, podexá hehe

9 de junho de 2010 15:36
Fernando Kesnault disse...

Mas o importante é que postou né?? Um abraço.

13 de junho de 2010 18:19
GiglioF1 disse...

Paulo,

Antes tarde do que nunca...Acho que este ano esta fraco...Alias pena por Bia...
Grana é um problema para a velocidade!
Abraço!!

12 de julho de 2010 16:14

Concordo com o Fernando!
Abraços

7 de novembro de 2011 17:25

Postar um comentário

Gostou do Blog da Fórmula Indy?
Deixe seu comentário e ajude a incentivar a Autosfera Brasileira!
I am Indy!