Diário de um Piloto Virtual: Só em 2010

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Oi pessoal. Comentando rapidinho, minha mãe está se recuperando bem. Ontem saiu da UTI e foi para um quarto lá no Hospital e está bem, está falando, se movimentando, tudo blz. Ela está no melhor hospital especializado em câncer no Brasil, o AC Camargo-Hospital do Câncer, então fico tranquilo que está em boas mãos. A recuperação ainda vai durar uns 15 dias, nisso estarei na correria para revezar com minha irmã e meu pai para ficar de acompanhante dela durante todos estes dias. Vlw pelo apoio :)
Olá amigos da velocidade.

Não... eu não seria louco de estar correndo virtualmente com os problemas da vida real que estou enfrentando agora. Mas para 2010 tenho um novo desafio e que parece muito interessante. Vocês devem conhecer simuladores de gerenciamento de equipes de corrida (o que eu me lembro agora é o Gpro). Mas estes conceitos, aplicados ao mundo dos jogos simuladores de corridas virtuais é novidade e é isso que pretendo encarar ano que vem na Liga SpeedZone.




Sejam bem vindos ao Driving Life. São muitos os detalhes que teremos de ver, por exemplo estão inclusos o papel de chefe de equipe (no caso eu mesmo) e para poder correr no campeonato tenho que tirar uma SuperLicença, que lá representa 8 horas de treinos online, e estão fazendo tudo para ficar o mais próximo da F1 real. Vou deixar aqui a apresentação do campeonato e conforme eu puder vou ir atualizando para vocês verem. Até mais.

Driving Life é um campeonato de monoposto que tenta de forma mais abrangente lembrar o mundo da Fórmula 1. Além da parte das pistas, os bastidores serão parte crucial deste campeonato. O chefe de equipe terá em mãos o poder de fazer um grande carro, ou um grande fiasco. Poderá escolher os melhores ou os piores pilotos. Terá a equipe mais rica ou terá que pedir falência?

Isso é possível no Driving Life. O sistema manager, destinado ao chefe de equipe é um sistema onde se é disponibilizado uma gama de fornecedores e a partir disso, com uma renda inicial, monta-se um time que para tentar sobreviver precisa de ter bons pilotos pra seguir em frente e ter como seguir na evolução do carro da equipe e já evoluir seu carro pra próxima temporada.

Os pilotos terão um papel importante, já que eles ajudarão a trazer renda aos times. Eles precisam de adquirir a superlicença para poder correr no campeonato. O desempenho deles fará com que eles sejam mais valorizados ou não. Então é um sistema onde ambos precisam ser os melhores, pra poderem sobreviver.

Os equipamentos da equipe receberão atuaçizações durante a temporada, a certo custo e demandando certo tempo. Mas podem ser cruciais na disputa pelo título. Mas como o mundo não é exato, essas melhorias podem melhorar muito, pouco, ou não melhorar o carro e sim prejudicá-lo.

O campeonato também terá disponível um Kers, que é opcional, e tem implicações no desempenho do carro.

Basicamente, esse é o sistema Driving Life. Algumas partes serão melhor explicadas aos chefes de equipe, que também estarão esclarecendo isso a seus futuros pilotos e pilotos de teste.

Bem vindo ao DL.

Comments

One response to “Diário de um Piloto Virtual: Só em 2010”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Felipão disse...

Postar um comentário

Gostou do Blog da Fórmula Indy?
Deixe seu comentário e ajude a incentivar a Autosfera Brasileira!
I am Indy!