Indy 2009: altos e baixos da Temporada - Parte 2

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Continuando a Análise da Temporada 2009, chegamos aos problemas que estão deixando a categoria menos competitiva e chata.

A aparente competitividade entre os pilotos da Ganassi e Penske não esconde um problema crônico da Indy atual. A falta de ultrapassagens reina absoluta há pelo menos 3 anos. A maior parte da culpa recai sobre os defasados chassis Dallara, que a categoria utiliza há 6 anos e que há um bom tempo não tem desenvolvimento algum. Outro fator que colabora são os motores monomarca, apenas da Honda. Falta uma disputa entre chassis e motores, algo que era mágico nos tempos da Cart (chassis Reynard x Dallara, motores Honda x Mercedes x Ford, até pneus tínhamos Firestone x Goodyear).

Chegada da corrida de Michigan em 1998, Montoya x Andretti
(bons tempos aqueles ...)


A redução de custos que a categoria adotou quando a Indy se dividiu entre ChampCar e IRL aumentou por um lado a igualdade de condições entre os carros, assim o melhor piloto ganharia as corridas e o Título. O problema é que essa fase já passou e hoje em dia temos as 2 equipes melhores, aparentemente detendo a maior parte dos acertos finíssimos para seus carros e concentrando para si as vitórias. Enfim, algo tem que ser revisto urgentemente.

Aqui ele está bonitão, mas o chassis Dallara está em uso desde 2003 e sem desenvolvimento. Se nos ovais ele já não é lá grande coisa, nos mistos piora ainda mais...

A partir da corrida no Kentucky adotou-se algumas medidas. As mais importantes foi a adoção do "Push-the-Pass", um botão no volante que, quando acionado, dá potência extra ao motor (solução mais barata e tão eficiente quanto o Kers na F1). Limitada a X utilizações (acho que são 16 vezes durante a corrida), a potência extra depende da mistura ar-combustível que os pilotos estão usando no momento do acionamento), acabou dando um alento de mais ultrapassagens na corrida em Kentucky (oval). Foi assim que Briscoe conseguiu passar Ed Carpenter a poucos metros da linha de chegada, apertando o botão....

... que prometia mais emoção mas que nos mistos não fez a menor diferença.

A outra medida foi a adoção de mais pressão aerodinâmica nos carros. Os Indy atuais estão sofrendo com a falta de aderência na parte da frente, como a F1 até o ano passado. Mais pressão aerodinâmia significa mais estabilidade ao carro no tráfego em circuitos ovais. A medida também deu certo em Kentucky.

Mais pressão aerodinâmica "funfou" no Kentucky ...

... em Mid Ohio não "funfou" e Dixon reinou sozinho em sua 20ª vitória na IRL (record).

Mas em Mid-Ohio, ciruito misto, estas aparentemente bem sucedidas medidas pareceram ter sumido, que nem existiam nos carros. Não se viu benefício a algum piloto de ter usado o Push the Pass e a corrida foi uma procissão até o final, com direito a Dixon faturar a vitória com quase 30 segundos de vantagem para o segundo colocado, Briscoe.

Aí temos algo que também contribui para a falta de competitividade entre os carros: a escolha dos circuitos. Na próxima parte da Análise falarei sobre eles. Até mais!

Comments

10 Responses to “Indy 2009: altos e baixos da Temporada - Parte 2”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Felipão disse...

Voltou com tudo, hein??? Tá muito fera as análises...

14 de agosto de 2009 18:16
Leandrus disse...

E aí Paulo, certinho? Agora é a minha vez de dar as caras no blog que ressurgiu das cinzas, hehehe

Eu já vinha acompanhando algumas críticas às corridas da Indy no blog do Marcos Antônio, mas acho que dei sorte e as únicas corridas que consegui ver em 2009, Toronto e Kentucky, foram acima da média. Engraçado que eu comecei a assistir Mid-Ohio e para mim ela parecia que tinha tudo para ser uma boa corrida, mas isso não aconteceu, pelo visto.

Enfim, tomara que resolvam logo esse problema da competitividade, até porque a categoria precisa melhorar urgentemente para não perder ainda mais espaço para a Nascar nos próximos anos (se é que ainda é possível).

Ateh!

14 de agosto de 2009 21:26
Diego Maulana disse...

Pois é Paulo o novo sistema adotado pela Indy não deu muito certo em um misto. Achei que seria bom até porque as equipes menores costumam aprontar nesse tipo de circuito, mas o que vimos foi uma fila indiana em forma de GP (ou o contrário).

15 de agosto de 2009 21:09
Luiz Rodrigues disse...

Oi Paulo, obrigado pelos elogios ao meu blog. Será um prazer contar sempre com sua visita e seus comentários por lá. E aviso também que já adicionei o Blog da F-Indy nos meus favoritos. Parabéns pelas análises da temporada. Perfeito.

16 de agosto de 2009 00:26
Daniel Ramos de Oliveira disse...

Realmente atualmente a F-Indy tá quase sem disputas nem uma,por isso que eu fiquei sem ver as corridas,já tava de "saco cheio" em ver só a Penske e a Chip Ganassi(duas equipes que não me agrada nem um pouco) ganhando todas as provas.Mas quando eu fiquei sabendo que a Indy iria encorporar mais carga aerodinâmica e o "Puxa e vai"(é como eu chamo o "Push-the-Pass"),então eu fui ver a prova de Kentucky e foi realmente demais,uma corrida muito radical e emocionante,tendo 5 carros disputando a liderança na ultima volta...Foi demais!!!!

16 de agosto de 2009 12:02

cara eu curti mto kentucky mas mid ohio foi muito ruim. E Não acredito que seja da pista, faltam eles acertam as regras pra melhorar a disputa nos mistos.Uma pena pois esse campeonato está sendo um dos mais chatos dos últimos anos...

17 de agosto de 2009 12:16
indycar disse...

Hola Que Bueno Otro Blog Dedicado Ala IndyCar Series (L) Te Pongo En Mis Blog Amigos!

Mi Mns: Brunitoh_02@Hotmail.com!

Saludos desde Argentina!

http://indycaraldia.blogspot.com/

http://indycaraldia.blogspot.com/

http://indycaraldia.blogspot.com/

17 de agosto de 2009 13:58
Anônimo disse...

Paulo,
É verdade que esta Indy não tem nada de Cart dos velhos tempos , que somente na ultima volta sabiamos que ganhava...

Os carros já estão muito defasados ,só faltando panelão e carburador da Nascar...

Abraço do Giglio!!!

17 de agosto de 2009 15:37
Ron Groo disse...

Eu assisti a primeira prova com o push to pass, era um oval e foi emocionante.
A temporada esta morna. Mas esta legal.

17 de agosto de 2009 19:45

Esse ano tah osso...mas Kentucky vibrei muito, ainda mais que pude acompanhar ao lado do meu pai.

21 de agosto de 2009 02:00

Postar um comentário

Gostou do Blog da Fórmula Indy?
Deixe seu comentário e ajude a incentivar a Autosfera Brasileira!
I am Indy!