Dario Franchitti vence em Iowa em uma corrida sem graça que só ...

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Olá amigos da velocidade, olá amigos da Fórmula Indy.

Dario Franchitti (Ganassi) venceu a Iowa Corn - Indy 250 na tarde ontem sem maiores dificuldades e ainda se aproveitou de um pequeno acidente entre seu companheiro Scott Dixon e Hélio Castroneves (Penske) no início da prova para vencer pela 2ª vez na temporada.

Devido às chuvas que atingiram a região do oval de Iowa na noite de sexta para sábado, o treino classificatório foi cancelado e, com isso, as posições do grid de largada foram determinadas pela classificação do campeonato.

Detalhe curioso: Hélio Castroneves foi o pole mesmo sendo o 4º colocado na classificação até a prova de Iowa. Explicação: como fica mais claro na Indy-500, quem se classifica para os treinos é o carro e não o piloto. Neste caso foram contados todos os pontos que o carro de Hélio (#3) fez na temporada e isso inclui a corrida em que Will Power correu com ele na abertura da temporada, em St Petersburg, quando Hélio ainda não tinha voltado a correr.
Assim as 2 Penskes largaram na primeira fila, com Ryan Briscoe em segundo. Na segunda fila estavam as 2 Ganassi, com Dixon e Franchitti. Na terceira fila, Danica Patrick (AGR) e Dan Wheldon (Panther). Tony Kanaan (AGR) largou em sétimo, Raphael Mattos (Luczo-Dragon) em 12º lugar e Mário Moraes (KV Racing) em 15º lugar.

Na largada, o clima em Iowa estava mais frio do que o habitual e os pilotos tiveram dificuldades em conseguir fazer os pneus aquecerem. A primeira Bandeira Amarela já foi logo na largada. Ernesto Viso (HVM) não conseguiu e rodou sozinho, batendo no muro e abandonando a corrida. Robert Doornbos (Newman-Hass) não teve sorte e acabou batendo em outro carro com a rodada de Viso e também abandonou.

Na relargada, Dixon passou Briscoe e começou a perseguição a Hélio na ponta e andaram 2 voltas lado a lado até que Dixon conseguiu a ultrapassagem. Hélio manteve-se colado nele, mas tão colado que numa distração do piloto brasileiro, tocou o carro de Dixon. Ambos tiveram avarias, Hélio no bico e Dixon com o pneu traseiro esquerdo furado. Bandeira amarela novamente e todos foram para os pits. Hélio trocou o bico durante o reabastecimento e troca de pneus. Dixon preferiu entrar 2 vezes no box, a primeira para trocar o pneu furado e depois para trocar os 3 seguintes e reabastecer. Eles caíram para 14º e 15º lugares.

Nova relargada e Briscoe era o novo líder. Mas Dario Franchitti logo assumiria ponta. Na volta 35, Justin Wilson (Dale Coyne) bateu no muro e logo em seguida Raphael Matos errou sozinho e foi para o muro também. Mário Moraes vinha atrás e nada pôde fazer, abandono dos 2 brazucas.

Agora era Tony Kanaan quem liderava a corrida, após superar Briscoe e Franchitti com certa facilidade e liderou por 49 voltas. Mas o piloto baiano errou na saída de um pit stop, com os pneus frios rodou na curva 2 e foi para o muro. Novo abandono e a péssima fase de Kanaan persiste nesta temporada.

E a disputa pela vitória ficou entre os 2 segundos pilotos de Penske e Ganassi. Quem levou a melhor foi Franchitti, que ganhou a primeira posição após a última rodada de pits. Briscoe terminou em segundo, em terceiro um supreendente Hideki Mutoh (AGR), em quarto Dan Wheldon e em quinto Scott Dixon. Hélio terminou na 7ª posição, atrás de Tomas Sheckter (Dreyer & Reinbold), que fez ótima prova com seu limitado carro.
Após a etapa de Iowa, Briscoe continua na liderança com 241 pontos, mas agora tem Franchitti em segundo a apenas 3 pontos (238 pontos), Dixon é o terceiro com 226 e Hélio é o quarto colocado com 212 pontos. Tony é o 7º com 162 pontos. Matos é o 13º com 120 e Moraes é o 16º com 108.
A próxima etapa será já no próximo sábado a noite no oval curtíssimo de Richmond.

Até mais!

Final:
1°. Dario Franchitti (ESC/Ganassi), 250 voltas em 1h39min47s9077
2°. Ryan Briscoe (AUS/Penske), a 5s0132
3°. Hideki Mutoh (JAP/Andretti Green), a 10s9769
4°. Dan Wheldon (ING/Panther), a 17s5807
5°. Scott Dixon (NZL/Ganassi), a 1 volta
6°. Tomas Scheckter (AFS/Dreyer & Reinbold), a 1 volta
7°. Helio Castro Neves (BRA/Penske), a 1 volta
8°. Mike Conway (ING/Dreyer & Reinbold), a 1 volta
9°. Danica Patrick (EUA/Andretti Green), a 1 volta
10°. Ed Carpenter (EUA/Vision), a 2 voltas
11°. Graham Rahal (EUA/Newman-Haas-Lanigan), a 5 voltas
12°. Marco Andretti (EUA/Andretti Green), a 6 voltas
13°. Jaques Lazier (EUA/Curb-Agajanian-3G), a 13 voltas

Não completaram:
Tony Kanaan (BRA/Andretti Green), 108 voltas
Robert Doornbos (HOL/Newman-Haas-Lanigan), 58 voltas
Raphael Matos (BRA/Luczo Dragon), 53 voltas
Mario Moraes (BRA/KV), 52 voltas
Justin Wilson (ING/Dale Coyne), 33 voltas
Ryan Hunter-Reay (EUA/Vision), 2 voltas
E.J. Viso (VEM/HVM), 0 voltas
fonte das imagens: Tazio

Comments

One response to “Dario Franchitti vence em Iowa em uma corrida sem graça que só ...”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

corrida bem fraca mesmo, não osu mto fã desses ovais curtinhos. Richmond é outro que podia sair do claendário. O único ovalzinho que eu gosto é Nazareth.

22 de junho de 2009 21:05

Postar um comentário

Gostou do Blog da Fórmula Indy?
Deixe seu comentário e ajude a incentivar a Autosfera Brasileira!
I am Indy!