Nossos Pilotos Falam: 93th Indianápolis 500

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Hélio Castroneves (Penske) - Winner

"Foi uma batalha muito dura. Muitos amigos e fãs não deixaram de acreditar. Só tenho de agradecer minha familia. Estou sem palavras. Eles ficaram rezando e nunca vou esquecer dessas pessoas", comemorou Helinho, que admitiu ser uma nova pessoa.
Sou uma pessoa melhor. Tudo está entrando no caminho certo. Não é por que eu tive de passar por isso para ganhar, mas o carro está muito bom, e dou o crédito para todos os outros pilotos. Que gostinho brasileiro... Graças a Deus, a gente chegou lá(minutos após a tradicional celebração de escalada no alambrado, ao lado de todos seus mecânicos).
(Sobre os problemas com o rádio) No Carburation Day eu tive um problema, que estava machucando. Então troquei, mas a pessoa que mudou, eu havia avisado que não estava bom, estava quebrado e não ouvia nada. Mas faz parte. Se tinha de ser, foi, agora estamos aqui no círculo da vitória. Estou pensando a cada corrida, agora. As coisas estão acontecendo de uma maneira certa. Obrigado, Brasil!"

Tony Kanaan (Andretti Green)
(Sobre seu acidente) "Foi uma das piores pancadas da minha carreira. Bati bem forte. Alguma coisa quebrou na suspensão traseira do carro no meio da reta e literalmente me jogou para o muro. Quando percebi já estava batendo. Cheguei a bater a cabeça no muro (ele se chocou com o muro da curva 3 a aproximadamente 305 km/h). Sinto muito, isso é bem difícil. Eu e Indianápolis de novo...é incrível! Mas lamento muito porque tinha um excelente carro, aliás, meus mecânicos foram fantásticos. Felizmente estou bem. Tenho de agradecer muito à equipe de resgate. Eu bati a 305 km/h e estou parado aqui dando entrevistas. Estou um pouco dolorido e estarei assim amanhã também. Algo quebrou na suspensão traseira, por isso tenho de agradecer ao time de segurança do circuito".

Mário Moraes (KV Racing)
(Sobre o acidente com Marco Andretti) "Eu não sei se o Marco já conversou com o pai (Michael) ou o avô (Mario0 dele, ou se já explicaram a ele que isso aqui é uma corrida de 500 Milhas, que ele não vai ganhar nada tentando ultrapassar assim por fora. Tinhamos um trabalho muito sólido, fizemos um bom mês. É uma pena acabar o mês inteiro assim."

Comments

No response to “Nossos Pilotos Falam: 93th Indianápolis 500”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Postar um comentário

Gostou do Blog da Fórmula Indy?
Deixe seu comentário e ajude a incentivar a Autosfera Brasileira!
I am Indy!