Fast Six: GP de St. Petersburg

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Olá amigos da velocidade, olá amigos da Fórmula Indy.

Seguindo a "marolinha do Lula", o BFI orgulhosamente apresenta a nova seção do blog: Fast Six.

Para quem não sabe o significado desta expressão na Indy, o "Fast Six" corresponde à "Super Pole" da F1, mas na Indy esse esquema é utilizado apenas em circuitos mistos. Neste tipo de pista, o esquema de treinos é o mais ou menos o seguinte:

1- Os pilotos são divididos em 2 grupos. Cada grupo sai para a pista e tem seu tempo para marcar suas voltas.
2- Passam os 6 melhores de cada grupo para o "Q2" da Indy. Nova rodada de tempos e daí saem os 6 melhores, que disputarão a Pole Position.

Então, aproveitando a importância do Fast-Six, o BFI o utilizará para destacar os 6 fatos mais importantes da corrida. Fatos bons ou ruins, se for possível na mesma proporção (3 e 3). Então vamos ao Fast-Six de St. Petersburg.

Fast-Six Destaques Positivos

- Justin Wilson: Com um carro claramente inferior a média dos pilotos de ponta da Indy, Wilson conseguiu tirar o máximo e fez uma corrida quase que perfeita. Se não fosse a bobeada na relargada da penúltima bandeira amarela, teria faturado a primeira vitória da equipe Dale Coyne. Mas o segundo lugar ainda é um grande resultado para a equipe Dale Coyne.

- Ryan Hunter Reay: O "caçador de trovões" teve apenas 2 semanas para conhecer seu novo carro. E fez uma corrida brilhante conquistando o segundo lugar em sua estréia pela equipe Vision. E dará muito trabalho nesta temporada, se tiver um carro realmente competitivo Go Hunter!

- Dario Franchitti: O 'Escocês Voador" mandou muito bem em sua volta à Indy. Largando entre os 6 primeiros, o piloto fez uma boa prova, sempre ficando entre os 10 primeiros. No final, conseguiu ultrapassar Tony Kanaan e terminar na quarta colocação. E também mandou bem no visual, no maior estilo "Italiano boa pinta" rs.

Fast-Six Destaques Negativos

- Hideki Mutoh: o japonês só fez besteiras na corrida. Primeiro, quase prejudicou completamente a corrida de Justin Wilson, quando disputava posição com Mário Moraes e depois em uma albarroada totalmente dispensável em Scott Dixon, quebrou a suspensão dianteira esquerda do carro da Ganassi, tirando-o da corrida. Abre o olho japa!!!

- Stanton Barrett e Ed Carpenter: o primeiro foi um completo desastre em sua primeira corrida na categoria. Nada mais lógico, já que ele veio da Nascar (teria sido melhor estrear em um oval não é?). E o piloto da Vision continua em sua saga de apresentações apagadas. Não é de hoje que Carpenter não anda bem pela Vision. No ano passado, tendo como companheiro A.J. Foyt IV isso não era muito levado em conta, mas agora com Ryan Hunter Reay na equipe, é melhor Ed ficar esperto (embora ele tenha um bom patrocinador e a Vision precise dele).

- Condições da pista de St. Petersburg: É um circuito de rua? Sim, é. Não seria um tapete? Não, não seria. Mas na corrida a situação da pista estava horrível. Parecia que estávamos andando em uma avenida mal recapeada brasileira, onde os carros tinham que desviar dos desníveis da pista. Os organizadores precisam dar uma reformada no asfalto para a corrida do ano que vem.

Até mais!

Comments

8 Responses to “Fast Six: GP de St. Petersburg”
Post a Comment | Postar comentários (Atom)

Esse Barrett se fosse nos tempos da CART, ele teria sua licença caçada pela Wallembach.
Abraços aos fans da Indy

10 de abril de 2009 13:27
Fábio Andrade disse...

Parabéns pela cara nova do blog, Maeda. Ficou muito bom, bem atrativo!

Abraço!

10 de abril de 2009 13:48
Felipe Maciel disse...

Boa iniciativa, Maeda! Um quadro novo é sempre bem vindo.

Sobre os destaque negativos, acho que eu consideraria até mesmo a Danica. Essa imagem de estressada e boca suja dela começa a cansar. Qualquer coisinha que acontece a garota já parte para a ignorância. Já começou o campeonato estrapolando hein, alguém precisa puxar o freio dela.

10 de abril de 2009 15:20
Ron Groo disse...

Gostei desta seção.
Espero que fique por muito tempo. e cresça.

10 de abril de 2009 16:38
motorizado disse...

Pelo menos o Hideki Mutoh conseguiu se destacar! rsrs

10 de abril de 2009 23:27
Leandro Coelho disse...

Maeda, parabéns pelo blog. Precisamos de uma página assim para retratar nossa categoria.
Um abraço,
Leandro Coelho (do extinto INDYBRASIL)

11 de abril de 2009 16:01
Leandrus disse...

Hunter Reay provou que é um ótimo piloto para a Indy e merecia continuar na categora, da mesma maneira que o Mutoh me convence cada vez mais que deve deixar o carro para alguém melhor, rs

Ateh!

11 de abril de 2009 22:24
Filipe disse...

Eu acho que esta sendo injusto com o Mutoh. O Dixon foi bem barbeiro no lajnce também. A grande besteira do Mutoh foi não conseguir desviar do Whedon depois.

13 de abril de 2009 21:29

Postar um comentário

Gostou do Blog da Fórmula Indy?
Deixe seu comentário e ajude a incentivar a Autosfera Brasileira!
I am Indy!